GEOFAR. Services - Milk Doners

Hospitais

Porquê ser Dadora de Leite?

Se decidiu amamentar o seu bebé, sabe que o leite humano é o alimento ideal para ele. Para bebés prematuros ou doentes, o leite humano é ainda mais importante, pois aumenta as hipóteses de sobreviverem, evitando graves infecções intestinais e do sangue. O leite humano constitui também a melhor nutrição, com benefícios que se estendem ao longo da vida.

As mães de bebés prematuros ou doentes, por vezes não os podem alimentar porque também estão doentes ou porque a ansiedade que vivem as impede de produzir leite suficiente.

Como em muitos países, agora em Portugal na Maternidade Dr. Alfredo da Costa, existe um Banco de Leite Humano para ajudar estes bebés, recolhendo, tratando, armazenando e distribuindo leite humano dado por mães a amamentar.

Qualquer mãe a amamentar pode dar leite?

O Banco de Leite da MAC pode ser contactado por qualquer mulher que queira ser dadora regular e esteja a amamentar ou a planear fazê-lo. Embora o seu leite seja ideal para o seu próprio bebé, é necessário mais cuidado com bebés muito prematuros ou doentes. Vai ser necessário saber o seu estado de saúde e a idade do seu bebé.

Os Bancos de Leite não podem aceitar leite de mães que:

  • Fumem;
  • Tenham recebido alguma transfusão de sangue desde 1980;
  • Consumam drogas não receitadas por médicos;
  • Bebam habitualmente mais de 3 cafés ou o equivalente de outras bebidas com cafeína por dia ou consumam bebidas com álcool habitualmente;
  • Alguma vez tenham tido um teste positivo para HIV/VIH 1 ou 2, Hepatite B ou C, HTLV I ou II ou Sífilis.

Todas as potenciais dadoras têm que ser testadas para despistar infecções que possam passar através do leite (análises de sangue e do leite a cargo do Banco de Leite).

Se sofre de alguma outra doença ou toma habitualmente Medicamentos (incluindo de ervanaria), não significa que não possa vir a ser dadora, mas deverá informar a equipa do Banco de Leite que, com alguns esclarecimentos, decidirá.

Que quantidades de Leite se espera de cada dadora?

As dadoras fazem a recolha do seu leite por sucção com uma bomba. A quantidade de leite varia de mulher para mulher e de semana para semana. Mesmo pequenas quantidades de leite são valiosas. Os bebés mais prematuros ou doentes geralmente começam com muito pequenas quantidades por dia.

Terei leite suficiente?

O seu corpo regula a quantidade de leite produzido de acordo com as necessidades do seu bebé, e vai responder à recolha regular do excedente de leite da mesma maneira: aumentando a quantidade de leite. Uma das formas de garantir que o seu bebé tenha leite suficiente consiste em retirar o excedente de leite após cada mamada. Algumas mães com muito leite retiram em simultâneo o leite do peito oposto enquanto amamentam o seu filho.

Quando posso começar a colher leite?

A amamentação deve estar bem estabelecida antes de começar a colher leite. Na maioria das mães isto acontece entre a 2ª e a 4ª semana depois do parto e geralmente podem continuar a dar leite enquanto o desejarem. Não se recomenda o início da colheita de leite depois do principio do desmame ou dos 6 meses de idade do seu filho.

Banco de Leite Humano

Benefícios do leite materno

O leite materno é o melhor alimento para recém-nascidos e bebés, especialmente para os que nasceram prematuramente ou estão doentes. O leite materno aumenta as probabilidades de uma bebé prematuro ou doente recuperar e ser mais saudável durante a infância. Mais do que um alimento, nestes bebés prematuros ou doentes, o leite materno actua como um verdadeiro medicamento que os protege de infecções intestinais e do sangue, além de ser melhor tolerado pelos seus estômagos e intestinos imaturos, diminuindo o tempo necessário para atingir a totalidade da alimentação oral. Há situações em que a mãe não tem leite suficiente para o seu próprio bebé ou não o pode dar por estar ela própria doente ou a tomar certos medicamentos. Geralmente nos primeiros dias após o parto a mãe tem colostro e, cerca de 2 dias depois, começa a ter leite. Por vezes, especialmente quando a colheita do leite é feita por bomba, demora mais alguns dias atá surgir mais leite. Também, as mães que estiveram a colher leite com bomba podem notar uma diminuição na quantidade de leite. Se o leite da própria mãe não é em quantidade suficiente ou não existe, a melhor alternativa é o leite humano de um banco de leite, como o da Maternidade Dr. Alfredo da Costa.

Leite humano pasteurizado

Para preencher esta falta de leite da própria mãe, dispomos actualmente de leite doado por mães saudáveis a amamentar os seus próprios filhos e que têm um excedente de leite. Estas mães não recebem qualquer compensação (monetária ou outra) por estas dádivas. Este leite é submetido a 3 níveis de protecção antes de ser dado aos bebés que dele necessitam:

  • As dadoras são cuidadosamente submetidas a um rastreio para excluir doenças ou hábitos potencialmente perigosos;
  • São depois submetidas a análises de sangue (iguais aos dos dadores de sangue) para comprovar que não têm doenças conhecidas transmissíveis pelo leite;
  • O leite de cada dadora é submetido a um tratamento térmico (pasteurização) que mata todos os vírus conhecidos e bactérias. O leite é controlado bacteriologicamente antes e depois da pasteurização.

Banco de leite humano da MAC

Tal como em muitos países, existe agora em Portugal, na Maternidade Dr. Alfredo da Costa, um banco de leite humano que foi criado para ajudar os bebés, recolhendo, tratando, armazenando e distribuindo leite humano de dadoras. Tanto as dadoras como o leite são tratados de acordo com as normas já referidas, aceites e utilizadas a nível internacional pelos Bancos de Leite Humano.

No caso de não haver leite seu suficiente, os médicos assistentes do seu bebé gostariam de lhe administrar leite humano doado, pasteurizado (tratamento térmico) do Banco de Leite da MAC. A alternativa será leite artificial próprio para prematuros.

O leite do Banco de Leite da MAC será disponibilizado após a autorização expressa pelos pais.